Der Europäische Gerichtshof in Luxemburg (EuGH) hat heute dem Bürgerrechtler Patrick Breyer von der Piratenpartei Deutschland recht gegeben: Die EU-Kommission muss Presse und…

Wie transparent und nachvollziehbar entscheiden die Gerichte der EU? Erhalten Presse und Öffentlichkeit in wichtigen Grundsatzprozessen Zugang zu den Argumenten und Anträgen der…

Einst haben PIRATEN das Hamburgische Transparenzgesetz mitiniziiert, nun wenden sie es an: Mithilfe des Transparenzgesetzes und des Informationsfreiheitsgesetzes fordern PIRATEN Aufklärung der Geschehnisse…

Zgodba o konoplji ni zgodba o konoplji

Pirati od aprila zbiramo podpise za peticijo, ki bi omogočila popolno legalizacijo in regulacijo konoplje. Doslej jo je podpisalo malo več kot 11.000 ljudi, še malo manj kot 3.500 podpisov bo treba, da lahko zahtevamo umik rastline konoplje iz Zakona … Preberi več »

The post Zgodba o konoplji ni zgodba o konoplji appeared first on Piratska stranka (Pirati).

Site prova que “Janela Anônima” não é sigilosa

por Sergio Vinicius do 33giga Usuários que recorrem a janelas ou abas de navegação anônima em browsers podem pensar que estão protegidos ou incógnitos em relação às ações que fazem na web. Esse recurso – como bem informam navegadores como Chrome e Firefox – apenas dá uma proteção superficial (não aceita cookies, não armazena histórico). A prova disso é o site Nothing Private. O projeto – que está no GitHub – funciona de forma simples: basta ao usuário entrar no modo anônimo de seu navegador e acessar o endereço http://www.nothingprivate.ml. A página pedirá para escrever seu nome no campo Your Name. Depois, deve-se abrir outra janela privada no mesmo browser. Automaticamente, o sistema irá reconhecer seu nome – o que prova que a pessoa não está tão anônima quanto pensa. Nos testes realizados com os principais navegadores (Chrome, Firefox, Edge), o Nothing Private comprovou que é possível adquirir dados do usuário mesmo no modo anônimo. Isso não chega a ser novidade para quem já leu o comunicado que o Chrome mostra no momento em que se aciona sua navegação anônima: “O modo invisível NÃO oculta seus dados de navegação. Seu empregador, seu provedor de Internet e os websites visitados continuam tendo acesso a essas informações.” Tor Embora tenha funcionado com a maior dos browsers avaliados, o Nothing Private falhou clamorosamente quando utilizado por navegadores que usam a rede Tor para camuflar seus rastros. O projeto visa garantir o anonimato na internet por meio de softwares específicos e de uma rede aberta e anônima. No desktop, o Nothing Private foi avaliado com o Tor Browser. Ao entrar na página, ela informou que sabia quem a estava acessando e e pediu para preencher o campo Your Name – o que foi feito com o nome “Daniel“. Ao abrir outra página, a Nothing Private não conseguiu reconhecer quem a estava acessado (informou que era o usuário “ficolindo!“). Em um smartphone Android, o teste foi feito com o Orfox, que utiliza o Orbot (do projeto Tor) para camuflar os dados de navegação. Nele, o Nothing Private não conseguiu nem mesmo completar as operações. Ficou pensando por tanto tempo (mais de 50 minutos) que o ideal foi desistir da resposta.

Das Sicherheitskonzept G20 war zu keinem Zeitpunkt dahingehend konzipiert, den notwendigen Schutz des Gipfels und seiner Teilnehmer mit den demokratischen Grundrechten auf freie…

Top 10 sites Torrent de 2017

por Guaniyn O melhor site de torrent é sempre aquele que possui o que você está procurando e que tenha o maior número de sementes. Esta lista apresenta uma mistura dos mais acessados com aqueles que já estão estabelecidos na cena torrent. Importante: use sempre uma VPN e um software confiável para baixar seus conteúdos. 1. The Pirate Bay O site torrent mais resiliente das internets retornou ao seu posto de número 1 e lá permanece. E agora volta a operar com seu domínio original .org 2. RARBG Começou como um tracker búlgaro e desde 2008 passou a ter um site próprio. Apareceu no top 10 apenas em 2015 3. YTS.ag YTS.ag não tem afiliação ao grupo original YTS e nem ao YIFY. Nem todos sites de torrent curtem esse “roubo” de marca, mas o YTS.ag tem se tornado cada vez mais popular 4. Torrentz2 Com o fechamento do site TorrentZ ano passado, eis que surge seu sucessor. O motor de buscas é open source, e apesar de não ter relação direta com o antigo TorrentZ, ele se apresenta como uma nova e melhorada versão, buscando em mais de 60 sites de torrents. 5. 1337x Após muitas discussões sobre questões de segurança, o 1337x volta com novo design e melhorias funcionais. 6. TorrentProject Este site utiliza DHT para buscar conteúdo e tem mais de 10 milhões de torrents ativos. 7. EZTV.ag O antigo distribuidor torrent EZTV fechou em 2015 com disputa pela marca. Este é um novo grupo no domínio EZTC.ag e lança seus próprios torrents. 8. IsoHunt Depois de ter passado por muitos problemas legais, o IsoHunt e se estabeleceu finalmente no domínio .to 9. Demonoid Um verdadeiro clássico desde 2003. 10. The Anony Bay O última da lista não é um dos mais famosos e nem é dos mais acessados. Mas é brasileiro, e brasileiro não desiste nunca!